Atualização Jurídica - Direito Notarial e Registral - Gratuito

O curso online Atualização Jurídica - Direito Notarial e Registral - Gratuito tem como objetivo capacitar o operador deste ramo do Direito, bem como estudantes, pesquisadores e professores, quanto ao regramento da atividade Notarial e Registral. No Brasil, a referida atividade acabou por se transformar em item de regulação de diversos atos negociais, além de outros de registro público.

O que poucos conhecem é que a função primordial dos cartórios é exatamente fornecer condições ao registro e permitir a publicidade (acesso) a todos os atos regularmente registrados. Há que se conhecer também sobre as divisões de funções (ou atribuições) de cada tipo de cartório. Outro ponto interessante abordado no curso é sobre as diversas atribuições, competências, direitos e deveres dos integrantes da atividade, como tabeliães e notários, por exemplo. 

Os cursos na modalidade gratuita possuem uma fração das videoaulas dos de modalidade completa. Eles servem para avaliação do conteúdo do curso, didática do professor e da ferramenta de aprendizagem. Todos os cursos certificam 4h, caso precise de um curso com maior carga horário, pode optar pela modalidade completa.

Leia Também


Carteira de identidade para funcionários de cartórios é aprovada e vai a sanção Fonte: Agência Senado

Servidores de cartórios passarão a ter documento de identidade próprio. É o que prevê o PL 5.106/2019, aprovado nesta terça-feira (22) em Plenário. O documento será emitido para notários, registradores e escreventes. O projeto, que já havia passado p [...]

continuar lendo

Clientes podem usar PIX para pagar taxas de serviços em 541 cartórios de Pernambuco

A iniciativa foi lançada nesta terça (9), pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) e entra em vigor na quarta (10). Tribunal também conta com serviço de autoatendimento para demandas e consultas.Duas iniciativas foram lançadas, nesta terça (9), para a [...]

continuar lendo

O fim do 'Brasil pastinha'

Em artigo publicado nesta Folha (“As centrais de cartórios e os falsos liberais”, 12/8), os autores Rafael Valim e Antonio Corrêa de Lacerda criticaram a proposta de universalização do acesso digital aos cartórios brasileiros, que é fruto de um esfo [...]

continuar lendo